segunda-feira, 10 de julho de 2017

EXECUÇÃO ORÇAMENTAL - MÁRIO CENTENO, O AUSTERO NÃO ASSUMIDO

                                                                                               
10/7/2017, 7:12 Alexandre Homem cristo
Demorou, e aconteceu da pior forma, mas o país acordou para a grande mentira de que a austeridade tinha acabado. Agora, ficou claro que, sem reformar o Estado, não se pode fugir à contenção orçamental
Ler aqui:

Mário Centeno, o austero não assumido – Observador

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial