sexta-feira, 26 de outubro de 2018

TANCOS - UM ASSALTO À PORTUGUESA

                                                      Resultado de imagem para o jumento
sexta-feira, outubro 26, 2018
Um pilha galinhas encostou a pick-up ao buraco na rede da base de Tancos, entrou tranquilamente, abriu o portão do paiol e foi carregando a carrinha com o material que havia à mão, balas avulso, explosivos, bobinas de fios, disparadores, granadas de mão ofensivas, granadas anti-tanque, granadas foguete, cargas de corte, granadas de gás lacrimogéneo. Enfim, só não trouxe um tanque porque não conseguia passar no buraco da rede ou o ladrão não tinha carta de pesados e podia cruzar-se com alguma patrulha de trânsito.
Ler aqui:
um assalto à portuguesa - O Jumento

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

"BOM DIA, AVÔ! BOM SERVIÇO" - GNR E O BEIJO DAS CRIANÇAS AOS AVÓS


A GNR decidiu brincar com a polémica dos beijinhos aos avós levantada durante o programa "Prós e Contras", da RTP. Nas redes sociais, partilhou uma imagem de uma criança a dar um beijinho a um agente




PENSÕES - TRÊS MAPAS PARA DESCOBRIR SE PODE PEDIR A REFORMA ANTECIPADA EM 2019

                                                 Resultado de imagem para Esqueça a confusão. Três mapas para descobrir se pode pedir a reforma antecipada em 2019

18/10/2018, 19:27
Os partidos de esquerda dizem ter negociado uma coisa. O ministro anunciou outra. A confusão instalou-se. As regras para pedir a reforma antecipada em 2019 mudaram e ninguém se entende. Este é o guia.
Ler aqui:
Esqueça a confusão. Três mapas para descobrir se pode pedir a reforma antecipada em 2019


quinta-feira, 18 de outubro de 2018

BOMBAS DE COMBUSTÍVEL - EM 35 PAÍSES DA EUROPA (INCLUÍNDO PORTUGAL) COM NOVOS SÍMBOLOS

                                                     Resultado de imagem para Bombas de combustível em 35 países da Europa (incluindo Portugal ...
É já a partir de sexta-feira, 12 de Outubro, que as bombas de combustível em 35 países da Europa (incluindo Portugal) vão passar a exibir, ao lado das suas marcas comerciais, novos símbolos padrão para o gasóleo, gasolina e combustíveis gasosos nos medidores e nas agulhetas. O propósito é permitir que qualquer condutor na Europa, independentemente do país onde pretenda abastecer uma viatura, identifique de forma fácil e inequívoca o combustível adequado ao veículo.
Ler aqui:

Bombas de combustível em 35 países da Europa (incluindo Portugal ...

ORÇAMENTO DO ESTADO 2019 - GOVERNAR PARA AS PESSOAS É ELEITORALISMO

Governar para as pessoas é eleitoralismo

(Daniel Oliveira, in Expresso Diário, 17/10/2018)
Daniel
Daniel Oliveira
As medidas mais simbólicas deste Orçamento do Estado têm impacto na vida concreta das pessoas: aumento de pelo menos dez euros em todas as pensões; redução dos cortes nas reformas antecipadas; redução das propinas das universidades; livros escolares gratuitos até ao 12.º ano; redução do preço dos passes nos transportes urbanos; redução da dívida tarifária elétrica (que esperamos que venha a ter efeito nos preços aos consumidores); descontos no IRS dos emigrantes que regressem (duvido que tenha algum efeito pretendido e cria uma injustiça desnecessária); aumento do número de pessoas que, por receberem menos, estão isentas de IRS, garantindo um rendimento mínimo. Sublinho ainda o aumento de 11% para a Ciência e 12% para a Cultura, dois parentes paupérrimos deste Governo. E o aumento do IMI e o arrendamento forçado para fogos devolutos.
Lido assim parece um orçamento extraordinário. Mas isso cai por terra quando se olha para os efeitos da contenção orçamental, sobretudo à custa do investimento público e de um aumento salarial dos funcionários públicos que deverá ficar abaixo da taxa de inflação, o que corresponde a uma perda de salário real. A chantagem da direita, que fez de cada corte nos rendimentos dos trabalhadores do Estado um ato de justiça e de cada devolução um escandaloso benefício, parece resultar.
Reduzir drasticamente o preço dos transportes públicos urbanos, a fatura energética, as propinas das universidades e o custo com livros escolares não é gastar dinheiro com futilidades para ganhar votos. Estranho tempo este em que governar para as pessoas sem sequer com isso pôr em causa o futuro e as finanças públicas é, por si só, motivo de crítica
Diz que este orçamento é “eleitoralista”. Na realidade, era uma crítica que estava preparada há três anos para usar quando o orçamento antes das eleições fosse apresentado. A narrativa que se tinha construído sobre este Governo e que foi repetida em todos os orçamentos anteriores era que mantinha a austeridade e apenas libertava recursos para as suas clientelas. Ao dizer-se que este orçamento é eleitoralista, há três possibilidades: ou os outros eram para os funcionários públicos e este é para todos e a oposição irá aprová-lo, ou está tudo na mesma e não faz sentido falar de eleitoralismo, ou é eleitoralista por ser irresponsável ao gastar recursos que não temos. A última tese choca com o facto de neste se prever o défice mais baixo da democracia portuguesa. Quem pensa que deveríamos cortar ainda mais defende a continuação preventiva da austeridade e acha que nos anos anteriores ainda se deveria ter cortado mais.
As minhas críticas a este orçamento não são a este orçamento. Aliás, acho que até são menos intensas neste orçamento do que nos anteriores. São críticas à ausência de reformas (não aquelas que a direita defende) que reforcem os serviços públicos e qualifiquem a economia. Mas não é um pormenor reduzir drasticamente o preço dos transportes públicos urbanos, a fatura energética, as propinas das universidades e o custo com livros escolares. É aumentar os salários indiretos da verdadeira classe média portuguesa. Não é gastar dinheiro com futilidades para ganhar votos. Estranho tempo este em que governar para as pessoas sem sequer com isso pôr em causa o futuro e as finanças públicas é, por si só, motivo de crítica. Como se castigar os mais pobres fosse virtuoso e só beneficiar quem tem mais poder fosse realista

OPERAÇÃO MARQUÊS - JUIZ CARLOS ALEXANDRE COLOCA EM CAUSA SORTEIO DO JUIZ IVO ROSA

                                                               Resultado de imagem para Carlos Alexandre coloca em causa sorteio de Ivo Rosa ... - Observador
17/10/2018, 13:51
O juiz Carlos Alexandre diz que a distribuição ao seu colega Ivo Rosa poderá ter sido influenciada pelo número de processos atribuídos a cada um dos dois magistrados. CSM abre inquérito disciplinar.  
Ler aqui:

Carlos Alexandre coloca em causa sorteio de Ivo Rosa ... - Observador

JUIZ CARLOS ALEXANDRE - NATURALMENTE RIDÍCULOS E PERIGOSOS

                                                                     Resultado de imagem para NATURALMENTE RIDÍCULOS E PERIGOSOS quinta-feira, outubro 18, 2018
Confesso que não um grande admirador do Dr. Carlos Alexandre, não sei bem porquê a personagem irrita-me, nada dele me parece brilhante, as suas declarações encenadas não têm grande conteúdo que ultrapasse as fronteiras do se ego. Mas envergonha-me uma justiça onde vejo um juiz a fazer queixinhas aos jornalistas, deixando transparecer que queria um determinado processo para ele, como se só ele estivesse à sua altura.
Ler aqui:

naturalmente ridículos e perigosos - O Jumento

ORÇAMENTO DO ESTADO 2019 - CONSELHO DE FINANÇAS DEU PARECER NEGATIVO ÀS PREVISÕES PARA O CRESCIMENTO INSCRITAS NO OE


18/10/2018, 7:04 Helena Garrido          Resultado de imagem para Entidades independentes para que te quero /premium - Observador
O Conselho de Finanças Públicas deu parecer negativo às previsões para o crescimento inscritas no Orçamento do Estado. Disse que não são nem prováveis nem prudentes. Qual a consequência deste parecer?
Ler aqui:

Entidades independentes para que te quero /premium - Observador

ARRENDAMENTO - CONTRATOS VÃO TER DURAÇÃO MÍNIMA DE UM NO

                                                 Resultado de imagem para Rendas: contratos vão ter duração mínima de um ano
18/10/2018, 8:18                                  
A medida proposta pelo PS, e já aprovada, prevê que os contratos de arrendamento tenham prazo mínimo de um ano e, não havendo dados em contrário, que se renovem por três anos.
Ler aqui:

Rendas: contratos vão ter duração mínima de um ano – Observador

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

IMI - PROPRIETÁRIOS E MUNICÍPIOS REVOLTADOS COM "CONFISCO" E ARRENDAMENTO FORÇADO DE CASAS DEVOLUTAS"





    17 OUT 2018
                                                Resultado de imagem para IMI - PROPRIETÁRIOS E MUNICÍPIOS REVOLTADOS COM "CONFISCO" SOBRE CASAS DEVOLUTAS-diario de noticias
17 OUT 2018
Governo quer aumentar as penalizações sobre os edifícios devolutos dos centros das cidades. Proprietários falam em "inconstitucionalidade"; autarquias temem "injustiça".
ler aqui:

Proprietários e municípios revoltados com ″confisco e arrendamento ...