segunda-feira, 30 de maio de 2011

BIN LADEN ENCONTRADO ... NO MAR



O corpo do inimigo número um dos sionistas e dos norte-americanos foi encontrado, hoje, no Mar Morto. Para descansar um pouco, deixou as sete ex-virgens na praia e foi relaxar em alto mar. Sem acesso à internet, Bin Laden só se pode actualizar com os anacrônicos tablóides impressos.
Montagens e mentiras à parte, acho que ficou engraçada.

COMO OS GRANDES LÍDERES SE DIVERTEM

domingo, 29 de maio de 2011

NÂO DEVEMOS JULGAR ANTECIPADAMENTE




Em 18 de Outubro de 2009, escrevi o texto- abaixo indicado- sobre a actual presidente da Junta da nossa Freguesia.

Tinha algumas dúvidas se a Srª. iria desempenhar um trabalho meritório em prol dos habitantes da Freguesia.

Passados 18 meses, após a sua tomada de posse, é com satisfação que vejo que a nossa freguesia mudou para melhor, tanto nos arranjos das zonas verdes como nas actividades lúdicas, com a divulgação das actividades promovidas pela Junta ao longo do ano.

Em sentido negativo, a ex.presidente - actual administradora do Centro Comercial- tem desiludido , pois foram afixados vários comunicados nas lojas , onde dizia que os utentes do Centro estava isentos do pagamento dos parquímetro entre as 12H00 e as 14H30 nos dias úteis.

Tudo isto não passou de promoção pessoal, já que, passados alguns meses, tudo ficou sem efeito, tendo originado vários conflitos - entre os utentes e os fiscais da Loures Parque- porque não havia nada acordado.

Entretanto, por artes mágicas, os referidos cartazes foram retirados, talvez por ordem da Administração, não sendo dado nenhuma justificação aos utentes.

Será com esta falta de consideração - para com aqueles que contribuem para que as Lojas sobrevivam - que a Administração do Centro espera aumentar o número de clientes?
----------------------------------------------------------------------------------------------
18 de Outubro de 2009

DAR O BENEFÍCIO DA DÚVIDA À NOVA PRESIDENTE

A Dra. Manuela Dias ainda não tomou posse , devemos aguardar para ver como irá enfrentar os problemas que lhe vão surgir no dia-a-dia do seu mandato e se decide bem ou mal.

Havia um célebre juíz brasileiro que nos seus julgamentos, em caso de dúvida, prefería absolver um criminoso do que condenar um inocente. Moral da história: Condenando um inocente , este seria um revoltado toda a vida ; absolvendo um criminoso podia estar perante um arrependido que no futuro poderia ser de grande utilidade para a sociedade.

Vamos aguardar pelo cumprimento das promessas eleitorais e que a oposição nas suas intervenções nos locais adequados, tenha como lema " defender os interesses da população ".

sábado, 28 de maio de 2011

PSD TOMADO PELA MAÇONARIA





PSD TOMADO PELA MAÇONARIA

1 - Há informações que as pessoas deviam ter, mas que, pela sua própria natureza, são difíceis de transmitir. É o caso das seitas secretas, em particular, da Maçonaria.

Justamente porque são secretas, não são noticiadas na comunicação social, ou melhor, quando os jornais delas falam, raramente conseguem identificar os seus membros, porque é impossível apresentar provas inequívocas.

Somos jornalistas que temos informação relevante sobre essa matéria, mas que, por razões óbvias, não a podemos divulgar pelos meios tradicionais e no exercício normal da nossa profissão. Apesar de todos os perigos a ela inerentes, a internet permite hoje dar algumas informações às pessoas que a comunicação social clássica não consegue.

Enquanto jornalistas, o mais que podemos fazer pelos "leitores", é informá-los por esta via e não desperdiçar o fruto do nosso trabalho e do nosso conhecimento.

2 - No início do século passado, a Maçonaria teve um papel relevante em termos ideológicos. Hoje, em Portugal não passa de uma seita secreta que apenas existe para conseguir promover e defender quem a ela pertence.

É gente que, a coberto desse secretismo, giza estratégias de acesso ao poder e de defesa e protecção dos seus membros, agredindo, sem pudor, o interesse público.

3 - Desde que Passos Coelho subiu à liderança do PSD, a maçonaria começou a tomar conta do partido. Não temos a certeza que, ele próprio, seja da maçonaria, mas, sabemos hoje, que os principais elementos que o rodeiam pertencem a essa seita.

O principal é o secretário-geral Miguel Relvas, cabeça de lista por Santarém. É ele, destacadamente, o principal obreiro da estratégia maçónica de assalto a este partido político.

A súbita presença de Fernando Nobre no PSD tem justamente a ver com o facto de ele também ser da seita e com a solidariedade maçónica que deve prevalecer sobre tudo o mais.

Carlos Abreu Amorim, que já foi da extrema-direita, do CDS, do PND (Manuel Monteiro) e agora do PSD, em boa verdade nunca foi de nenhum deles, é um peso pesado da maçonaria. Por isso, entrou inesperadamente (?) na lista de Viana.

Feliciano Barreiras Duarte, chefe de gabinete de Passos Coelho, é igualmente da seita e, por isso, é também candidato a deputado, voltando à Assembleia da República onde, há anos, já não estava.

Marco António Costa, Vice-presidente do PSD nacional e Presidente da distrital do Porto, é outro dos mais activos maçons. No Porto pode-se ainda contar Paulo Morais (que deverá ir para o Governo) e com Ricardo Almeida, entretanto estrategicamente colocado na Câmara de Gaia.

O leitor já se questionou por que é que, por exemplo, Carlos Abreu Amorim, Gomes Fernandes (PS) e Paulo Morais, têm tanta penetração no JN? - Porque o pivô maçónico dentro desse jornal faz o seu trabalho - e que, admitimos, possa ser o próprio director José Leite Pereira.

Carlos Carreiras, Presidente da distrital de Lisboa e da Câmara de Cascais, é outro dos pivôs da seita no partido laranja.

Jorge Moreira da Silva, também Vice-presidente do PSD nacional e assessor de Cavaco Silva, e outros candidatos a deputados como, por exemplo, Emídio Guerreiro ou António Rodrigues também reforçam a equipa.

Pedro Marques Lopes que, no Eixo do Mal (SIC Noticias) dá a cara pelo PSD de Passos Coelho (em tempos tantas vezes contra Manuela Ferreira leite), é outro dos elementos com uma função a cumprir na estratégia de assalto da maçonaria ao PSD.

4 - A nossa investigação ainda não consegue saber com toda a certeza o trajecto de cada um dos novos elementos "independentes", que ninguém conhece e que este "novo" Partido Social Democrata está a apresentar nas suas listas às eleições de Junho, mas, para nós, é seguro que muitos deles vão para o Parlamento (e para o Governo) no âmbito do assalto maçónico.

5 - É este o estado em que Portugal se encontra. O partido, aparentemente, mais bem colocado para ser Governo está dominado, não pelos seus ingénuos militantes, mas por esta gente que se prepara para se servir do poder em benefício duma seita que o cidadão comum desconhece em absoluto.

6 - Esta denúncia por e-mail é o máximo que está ao nosso alcance fazer no sentido de dar a conhecer aos cidadãos o que sabemos mas não podemos noticiar da forma clássica.

(Publicada por Acçao Social Portuguesa do Barreiro/Setubal)

segunda-feira, 23 de maio de 2011

CHEQUE DE 26 MIL MILHÕES DO FMI A PORTUGAL

Cheque do FMI relativo à primeira tranche do empréstimo a Portugal ainda foi assinado por Dominique Strauss-Kahn (curiosa assinatura)

sábado, 21 de maio de 2011

OS GATOS ( OS POLÍTICOS ) E OS RATOS ( O POVO ) ...DE PORTUGAL

PADRES" INCÓGNITOS", EM FÉRIAS NA PRAIA





Dois padres resolveram passar férias numa bela praia.

No entanto, eles decidiram que deveriam ser mesmo férias e portanto nada deveria identificá-los como membros do clero.

Logo que desceram do avião, dirigiram-se a uma loja de surfistas e compraram o último grito em calções, sandálias, óculos de sol, etc...

Na manhã seguinte, foram até à praia vestidos como verdadeiros turistas.
Estavam sentados nas suas cadeiras de praia a beber cerveja, enquanto gozavam o calor do sol, quando uma loura em topless, de fazer qualquer um perder a cabeça, se dirigiu na sua direção.

Os dois padres não conseguiram evitar segui-la com os olhares.
Quando a jovem passou por eles, sorriu e individualmente cumprimentou-os:
- Bom dia Senhor Padre, Bom dia Senhor Padre, com um ligeiro aceno de cabeça e continuando no seu caminho.

Os dois padres ficaram perplexos, como era possível que ela os reconhecesse como padres?

No dia seguinte, dirigiram-se de novo à loja de surfistas e compraram roupas ainda mais berrantes. De novo os dois padres se dirigiram para a praia, para gozar o sol, as vistas e... Eis que aparece a mesma loura de fazer perder a cabeça a qualquer distraído.

Vinha com uma tanguinha ultra reveladora, aproximou-se deles cumprimentou-os:
- Bom dia Senhor Padre, Bom dia Senhor Padre.

Após o que se dispunha a seguir o seu caminho, quando o padre mais velho não se conteve e chamou-a:
- Um momento, menina.
- Sim.
Respondeu ela, com um sorriso nos lábios bem definidos e sensuais.

- Nós de facto somos padres e temos orgulho em sé-lo, mas como conseguiu descobrir isso ?
- SENHOR PADRE, SOU EU, A IRMÃ ÂNGELA!!
Também tô de férias
!!

AS FÉRIAS "POUPADAS" DOS POLÍTICOS




E enquanto obra-de-arte, vale a pena atentar nos pormenores.
(Descubram o Manuel Alegre...)

A crise bate forte e os políticos vêem-se forçados a poupar nas férias, trocando o hotel ou o aldeamento turístico pelo parque de campismo.

As situações multiplicam-se: enquanto Louçã e Bernardino Soares fazem um churrasco com Manuel Pinho, a ministra da saúde vacina Mário Lino,
e Oliveira e Costa espreita para fora das grades da sua roulotte.

É o cartoon de António Martins, que já é um clássico !! (Sorri porque rir faz bem?

Tenham um bom dia!!!

quinta-feira, 19 de maio de 2011

" JARDIM, A GRANDE FRAUDE" - ( PARTE 3)



-"UMA SENHORA FUNDAÇÃO

A FSDM-Fundação Social Democrata da Madeira, criada há 18 anos pelos nomesa maiores do PSD-M, é uma instituição que possui um património considerável sem que se conheça a sua origem - e desde a primeira hora tem levantado perplexidades e suspeitas quanto à sua legalidade e práticas.

Analisemos a questão à luz do que tem vindo a público.
A Fundação foi criada em 1992 por 30 elementos da nata do PSD-M e tem uma administração composta por um trio de peso:
Alberto Jardim preside, Jaime Ramos é secretário-geral, e Miguel Albuquerque, presidente da Câmara do Funchal,é vogal. Acresceque o presidente do conselho fiscal é Luís Dantas, chefe de gabinete de Jardim desde 1978.

Na sua edição de 14 de Janeiro de 2005, o Garajau publicou um texto intitulado «Fundação milionária» que começava deste modo:
«Não herdou, não trabalhou, não recebeu fundos do Estado nem é dona de nenhuma mina de ouro. Contudo é proprietária de um rico e vasto património adquirido à custa de doadores e mecenas anónimos.

O garajau sobrevoou a Fundação Social Democrata(FSD) e desvendou alguns segredos. Só faltou mesmo ver a conta bancária.

Este jornal investigou durante seis meses o património da FSD-M. Inicialmente foram solicitados dados e outros registos em nome da FSD-M inscritoas nas diferentes Conservatórias de Registo Predial da região,mas - lê-se no texto - «somente uma Conservatória respondeu positivamente».

Assim, o Garajau «viu-se obrigado a recorrer aos registos dos serviços de Finanças» e publicou um quadro com o património da FSD-M.

Todos ficámos a saber que «desde 1989 até 2005 estão registados em nome da FSD-M 26 prédios rurais e urbanos no valor de 963 mil euros - em muitos casos quantias completamente desactualizadas».

Porém, aquele periódico diz ainda ter descoberto que existem muitos prédios da FSD-M que não constam dos registos das Finanças, como, por exemplo, a «valiosa Quinta Escuna, com cerca de 6000 metros quadrados de terreno, situada em Santa Cruz e adquirida pela Fundação em finais de 2000; a sede do PSD no Caniço, localizada no Edificio Centrl Park e cuja fracção B foi adquirida em nome do PSD na Camacha, cujo imóvel também pertence à Fundação ; o complexo multiusos, denominado CEMA ( com sala de conferência, exposições, centro de imprensa, bar de apoio, recepção e grande armazém) localizado em Santa Quitéria,São Martinho, cuja construção foi terminada em 2002 e custou cerca de 1,5 milhões de euros; e mais outro património adquirido recentemente, ainda em tramitação burocrática».

Segundo o Garajau,«falta ainda juntar as contas bancárias e a frota áutomóvel, composta na sua maioria por carros de luxo( Mercedes e BMWs)».
O jornal refere também que,«de acordo com um especialista de avaliações imobiliárias, a fundação jardinista é detentora de uma riqueza «talvez na ordem dos 3 milhões de contos, em moeda antiga». É muito milhão para não se saber a proveniência.

Com a agravante de, como revela o Garajau,«a FSD-M só muito raramente declarar às Finanças o valor das suas transacções imobiliárias - o que contraria a lei», que a oubriga a tal prática para aferir se terceiros cumprem as suas obrigações ao fisco.

« Sabemos que a instituição adquiriu ao longo de anos um vasto conjunto patrimonial imobiliário. Com dezenas de propriedades no activo, a FSD conseguiu isenções fiscais para quase todos os imóveis à sua guarda.
Exemplo disso são as mais de três dezenas de sedes do PSD-M que estão em seu nome e em relação às quais nunca pagou impostos. Isto apesar dessa isenção só poder ser dada quando os imóveis se destinam aos fins para os quais a Fundação foi criada. O que não é, nem nunca foi, o caso das sedes jaranja», conclui o jornal.

As notícias sobre a FSD-M não ficam por aqui. Em 29 de Fevereiro de 2008 aquela instituição comprou a Jardim a sua casa na Rua do Quebra Costas, onde o líder insular viveu até aos 30 anos. Objectivo: construir aí uma casa-museu que perpetuará a memória do chefe máximo, tendo em conta que ele anunciou a sua retirada em 2011. Mais coisa, menos coisa, como Kim II Sung fizera na Coreia do Norte - no que toca à casa-museu...

Por fim, e de acordo com a notícia do Jornal da Madeira - que funciona como fonte oficiosa do site da FSD-M - a casa possui sete divisões, está localizada centralmente no Funchal, tem parque de estacionamento junto e «dados os fins a que se destina, o preço da transacção ficou-se pelos 140 mil euros».

- Em 2004 o Garajau publicara uma extensa reportagem sobre a construção de um prédio de seis andares e cujo promotor era uma empresa de Jaime Ramos e filho, chamada Nova Madeira - Empreendimentos imobiliários Lda.
Na altura a coisa deu brado e foi considerada um escândalo, pois destruira uma quinta, localizada no chamado «Núcleo Histórico da Sé», que estava inventariada na «Carta do Património da Cidade do Funchal».
A quinta fora cobiçada por muitos promotores, mas os condicionamentos levantados pela Câmara de Albuquerque desmobilizaram toda a gente... excepto a famílai Ramos, que ali construiu o tal prédio de seis andares, mais caves,«cuja volumetria rebentava todos os índices de construção».
- Passados quatro anos, o Sol veio contar que a FSD-M adjudicara à Nova Madeira, de Jaime Ramos e filho, por 380 mil euros, três fracções daquele prédio... Conclui o Garajau;

«O negócio tem o seu quê de esquivo, uma vez que Jaime Ramos, um dos principais beneficiários com a compra, é também membro do Conselho de Administração da FSD. Ou seja, foi o próprio Jaime Ramos quem vendeu o prédio à Fundação de que e secretário-geral e administrador-executivo...»

-------------------------------------------------------------------------------------
NOTA DO BLOGUE: Muita coisa há ainda escrita neste livro sobre a Fundação e outros temas, mas fica aqui um "cheirinho".

quarta-feira, 18 de maio de 2011

CUIDADO COM ELES! É MELHOR PAGAR O EMPRÉSTIMO

"JARDIM , A GRANDE FRAUDE "- (PARTE 2)



- O IMPÉRIO RAMIFICADO

"Sobre Jaime Ramos & Filho muito há para contar. Mas é preciso estar atento aos próximos tempos, poia a procissão ainda vai no adro e o que está para vir mostra-se excitante.

O Garajau na sua edição de 8 de Abril de 2005, publicou a seguinte manchete, dedicada aos Ramos: « Eles estão ricos!». Por baixo, esta chamada: «A "viloada" vota e eles enriquecem. O Garajau mostra a fortuna declarada do papá Jaime Ramos & Filho. São os nossos políticos-empresários.»

O jornal foi consultar as declarações sobre o valor patrimonial e dos rendimentos de Jaime Ramos e de seu filho, declarados junto do Tribunal Constitucional, e «descobriu» que após cada legislatura aqueles políticos-empresários estão cada vez mais ricos.

O que leva o jornal a concluir que a célebre afirmação do Dr.Jardim: «Não admito que à minha sombra haja gente a enriquecer com a política», é só para inglês ver...
O artigo começa com um quadro com os nomes das 40 empresas de pai e filho. A maioria é da Madeira, mas aparecem empresas em Lisboa,Açores,Brasil,Cabo Verde e Canárias.

Os negócios vão das obras públicas ao imobiliário,cimentos,rent a car,iluminações,químicos,tratamento de águas e resíduos,turismo,armazéns e rádios,entre outras áreas. Na Zona Franca da Madeira tem pelo menos registadas
duas empresas: A Procomlog,combustíveis e logística,Lda e a AECO-Asfaltos,Emulsões e Combustíveis,SA. mpressiona na verdade.

Voltando ao texto do Garajau, que aqui reproduzo com a devida vénia:
« Na declaração entregue por Filipe Ramos em 2000, confirma-se que o "pobre rapaz" é dono de um prédio urbano na freguesia da Sé e detentor de capitais em cerca de seis empresas, tendo uma delas a sua sede no Brasil. Também tem aplicações no Fundo de Investimento do BES e acções na Portugal Telecom e um automóvel BMW 3.16.i.

Além do cargo de deputado, também acumula a gerência/administração de 15 empresas.(..) Era na altura tesoureiro da Cooperativa Nossa Casa e vogal do Conselho Fiscal do União da Madeira SAD».

Em 2005 a cruel publicação voltou à carga:
" Demos uma olhadela no seu património e vimos que o negócio prospera a olhos vistos. Além daquilo que tinha em 2000, Filipe é agora proprietário de uma habitação na Ajuda, titular de acções na Brisa SA, Portugal Telecom e F.C.Porto, e passou também a gerir/administrar 11 empresas, totalizando 26, só em 2004. Acumula tudo isso com a presidência da Associação dos Jovens Empresários».

O património do pai Jaime Ramos é, naturalmente, mais sugestivo. Este destacadíssimo político-empresário jardinista, que detém cargos-chave na vida político-económica do arquipélago, em 2004, além do que tinha declarado anteriormente, possuía um «património imobiliário composto por uma fracção habitacional na Levada dos Barreiros, uma residência na rua do Dr.Pita e uma fracção de luxo nas Twin Towers, em Campolide,Lisboa. Também é detentor de 23527 acções e 1014 Obrigações no BCP, 4920 acções no FCP e dono de várias empresas na Madeira, na sua zona Off Shore,Continente,Brasil,Açores,Cabo Verde, num total de 32 empresas, que por sua vez são detentoras de vasto património, com interesses em várias áreas»

Segundo o Garajau,«muitas das suas empresas entroncam com as empresas do Grupo Siram, do também deputado laranja Sílvio Santos».

Chegado aqui, só uma pequena nota: de acordo com a declaração de rendimentos entregue no Tribunal Constitucional em 2004 pelos políticos madeirenses, os três que mais facturaram foram Jaime Ramos(418071 euros), Guilherme Silva(316954 euros) e... Jaime Filipe Ramos(212281 euros.

Dois anos depois, através das declarações respeitantes a 2006- as últimas disponíveis no TC- verifica-se que Jaime Ramos quase duplicou os seus rendimentos: 752660 eutros(314772 euros de rendimentos de trabalho dependente e 437888 euros de trabalho independente). Qualquer coisa como 150 mil contos. Ou cerca de 11 mil contos vezes 14 meses."

Continua ( no próximo post: "Uma senhora Fundação-A FSDM-Fundação Social Democrata da Madeira).


terça-feira, 17 de maio de 2011

"JARDIM, A GRANDE FRAUDE" - (Parte 1)



Jardim, a grande fraude" é a visão do jornalista Ribeiro Cardoso da Região Autónoma da Madeira de hoje em que o "modelo de desenvolvimento" imposto por Jardim é um fracasso total. Segundo o autor, a ilha vive muito acima das suas possibilidades e está afogada num mar de dívidas, totalmente dependente do exterior.
Sinopse:
Com 35 anos de autonomia política, Governo próprio e grossas transferências do Orçamento de Estado, a que se juntam 25 anos de generosos fundos comunitários, a Madeira modernizou-se por fora mas não se desenvolveu por dentro.

Apostou no betão (que trouxe grossos benefícios a uma clientela restrita) e «esqueceu-se» do resto. Isto é: tem vias rápidas e túneis, que impressionam turistas e jornalistas apressados, mas apesar de nenhuma região do país ter recebido, proporcionalmente, tanto dinheiro do exterior, a Madeira, ao fim de 35 anos de maiorias absolutas do PSD-M, continua a ser, como antes, uma das regiões mais atrasadas de Portugal, com o maior número de pobres, a maior percentagem de analfabetos e de abandono escolar, as maiores desigualdades sociais, o maior número de funcionários públicos.

Sem indústria, sem agricultura, sem pescas, está de novo a braços com um desemprego e uma emigração maciços. Com a agravante de o regime criado por Jardim ser um simulacro da democracia, uma mancha negra no Portugal de Abril
.

-Eis alguns excertos deste livro:


- JAIME RAMOS, COMANDANTE ZERO
"Comecemos por Jaime Ramos,que,em simultâneo,é secretário-geral e líder parlamentar do partido do governo;secretário-geral da Fundação Social Democrata da Madeira; e director do jornal oficial do PSD-M Madeira Livre.

Além destes cargos políticos é também presidente da ASSICOM-Associação dos Industriais da Construção da Madeira;presidente do Conselho Empresarial da Madeira, uma estrutura de topo de várias associações patronais;proprietário de seis rádios locais cujas licenças foram atribuídas,através de concurso,pelo Governo Regional,e presidente,gerente ou administrador,que se saiba,de mais de 40 empresas-a maioria sediadas na Madeira,mas também com ramos no Continente,Açores,Brasil,Cabo Verde e Canárias.

Foi ainda presidente do União da Madeira,um clube de futebol a que continua ligado e onde investiu e levou outros empresários a investir milhões de euros-ao que consta,porque,no leito da morte, o seu pai, indefectível unionista que teve no clube as maiores responsabilidades,lhe pediu para continuar sempre ligado àquela agremiação desportiva não a deixando desaparecer.

Antes do 25 de Abril,como foi assinalado por Carlos Azeredo,primeiro Governador da Ilha após a Revolução dos Cravos,Ramos ganhava honestamente a vida vendendo sifões e outros aparelhos,bem úteis,de retretes. É pois,o que se pode chamar um homem que começõu por baixo e subiu a pulso na vida-depressa e muito.

Vejamos, em síntese,o que se encontra em jornais e me contaram várias pessoas sobre Jaime Ramos,hoje,como acontece com Jardim,também famoso pelas suas bojardas parlamentares e extraparlamentares.

Pertencendo a uma família de comerciantes que na altura do 25 de Abril não estaria muito bem na vida,Jaime Ramos apareceu rapidamente no PSD e foi fazendo um trabalho discreto, mas eficaz no Verão Quente de 75.

Mais tarde,passou a integrar a Comissão Política do PPD-M e em 1978 houve uma reunião desse órgão-em que se votou a substituição do Engº.Ornelas pelo Dr.Jardim na presidência do Governo-tendo Ramos sido decisivo para os resultados então verificados.

Com o andar da carruagem Jaime Ramos deixou também de estar só, em termos familiares, no seio da Assembleia Legislativa:seeparou-se da mulher,passou a viver em união de facto com Mafalda,secretária da mesa da AL,e tem já na direcção do Grupo Parlamentar do PPD o seu jovem e promissor filho Jaime Filipe Ramos, que segue afoitadamente os passos do pai, Até já chegou a presidente da Assiciação dos Jovens Empresários.

Hoje,ou melhor,já há algum tempo,e apesar da sua juventude,é um dos políticos-empresários madeirenses que mais dinheiro factura,como consta das suas declarações no Tribunal Constitucional".

Continua(No próximo post "O IMPÉRIO RAMIFICADO")

segunda-feira, 16 de maio de 2011

SÓ AZARES

domingo, 15 de maio de 2011

NOVO PARQUE INFANTIL NA PORTELA

Será inaugurado no próximo dia 01 de Junho - DIA MUNDIAL DA CRIANÇA - o Parque Infantil para os mais pequenos, que irá fazer esquecer o encerramento do anterior .

Este novo equipamento- que será de grande utilidade para as nossas crianças - é custeado pela Junta de Freguesia.





O ÚLTIMO A RIR É... O QUE RI MELHOR

BRAGA 0 SPORTING 1


O TERCEIRO LUGAR É NOSSO. VIVA O SPORTING

Estádio Axa, Braga
14 de Maio de 2011
Árbitro: Pedro Proença

Sp. BRAGA: Artur; Salino, Paulão, Kaká e Elderson; Vandinho e Hugo Viana; Alan, Mossoró e Ukra; Lima.

Suplentes: Marcos, Aníbal, Custódio, Guilherme, Hélder Barbosa, Meyong e Keita.

SPORTING: Rui Patrício; Cedric Soares, Carriço, Polga e Evaldo; André Santos e Zapater; Valdés (Diogo Salomão), Matías Fernández (Nuno Coelho) e Djaló; Hélder Postiga (Saleiro).

Suplentes não utilizados: Tiago, Torsiglieri, Grimi e Cristiano.

Golo: 0-1 Djaló

CARNAVAL DE VENEZA 2010 E A TRAVIATA

RELAXE DURANTE CINCO MINUTOS!

sexta-feira, 13 de maio de 2011

COMO "OBRIGAR" A AUTORIDADE A... CAVAR



Este é um daqueles textos que a gente lê e, infelizmente, não sabe quem escreveu; mas ele é fascinante para aprendermos a tirar os olhos dos problemas e deixar as soluções aparecerem, mesmo que inusitadas....

"Um senhor vivia sozinho em Minnessota. Ele queria virar a terra de seu jardim para plantar flores, mas era um trabalho muito pesado.

Seu único filho, que o ajudava nesta tarefa, estava na prisão,´condenado por vários homicídios.

O homem então escreveu a seguinte carta ao filho:
'Querido Filho, estou triste, pois não vou poder plantar meu jardim este ano. Detesto não poder fazê-lo, porque sua mãe sempre adorou flores e esta é a época certa para o plantio. Eu estou velho demais para cavar a terra. Se você estivesse aqui, eu não teria esse problema, mas sei que você não pode me ajudar, pois estás na prisão. Com amor, Seu Pai`.

Pouco depois, o pai recebeu o seguinte telegrama:
'PELO AMOR DE DEUS, Pai, não escave o jardim! Foi lá que eu escondi os corpos'

Como as correspondências eram monitoradas na prisão, às quatro da manhã do dia seguinte, uma dúzia de agentes do FBI e policiais apareceram e cavaram o jardim inteiro, sem encontrar qualquer corpo.

Confuso, o velho escreveu uma carta para o filho contando o que acontecera.

Esta foi a resposta:'Pode plantar seu jardim agora, amado Pai. Isso foi o máximo que eu pude fazer no momento..'

Estratégia é tudo!!!Nada como uma boa estratégia para conseguir coisas que parecem impossíveis.Assim, é importante repensar sobre as pequenas coisas que muitas vezes nós mesmos colocamos como obstáculos em nossas vidas.'Ter problemas na vida é inevitável, ser derrotado por eles é opcional.

A MULHER MAIS PODEROSA DE PORTUGAL É ... ANGOLANA




Portugal tem muitas mulheres importantes, algumas são ricas, poucas são poderosas. Uma é as três coisas. Tem 36 anos e não é portuguesa. É a angolana Isabel dos Santos.

Dizem que detesta ser tratada como "a filha de José Eduardo dos Santos". Pela maneira como está a afirmar-se em Portugal, um dia trataremos o Presidente de Angola como "o pai de Isabel dos Santos". É a nova accionista da Zon. E de muitas outras empresas. Uma atrás da outra, todas lhe estendem tapetes. Tapetes verdes, da cor do dinheiro.

A mulher mais rica de Portugal, segundo a "Exame", é Maria do Carmo Moniz Galvão Espírito Santo Silva, com uma fortuna de 731 milhões de euros. Não tem metade do poder de Isabel dos Santos. E tem apenas uma fracção do seu dinheiro: só na Galp, BPI, Zon e BESA, a empresária angolana tem quase dois mil milhões de euros. Fora o resto.

A lista dos dez mais ricos de Portugal está aliás cheia de pessoas que fazem negócios com a família dos Santos. Américo Amorim é sócio de Isabel na Galp e no Banco BIC. Belmiro de Azevedo, segundo foi noticiado, quer ser parceiro de distribuição em Angola. O Grupo Espírito Santo tem interesses imobiliários, nos diamantes, na banca. Salvador Caetano tem concessões. O Coronel Luís Silva acaba de fechar negócio para vender acções da Zon a Isabel dos Santos. Zon onde João Pereira Coutinho e Joe Berardo são accionistas.

Da lista dos mais ricos, só a família Mello e Soares dos Santos estão "fora" da geografia. O "dinheiro dos angolanos" pesa sobre muitas consciências. Soares dos Santos foi o único a assumir publicamente o desdém pelos níveis de corrupção de Angola.

Isabel dos Santos é accionista da Zon e sócia da PT. É accionista do BPI e sócia do BES. É accionista da Galp e a Sonangol é parceira da EDP. A empresária garante que não tem relações com as actividades do seu pai e da estatal Sonangol. Identificando todos os interesses em causa, as relações de sociedades portuguesas alargam-se ainda à Caixa, Totta, BPN e Mota-Engil. Dá um índice bolsista.

O que faz com que tantas empresas portuguesas implorem para fazer negócios com Isabel dos Santos? E que Isabel "jogue" em equipas rivais, concorrentes confessos em Portugal, sem um pestanejo? Só uma coisa consegue tanto unanimismo: o dinheiro. A liquidez angolana, que desapareceu de Portugal. A contrapartida de acesso ao crescente mercado angolano. Os portugueses não abrem os braços a Isabel dos Santos, abrem-lhe as carteiras - estão vazias.

O casamento entre angolanos e portugueses tem as prioridades do das famílias feudais: o interesse está primeiro, o amor virá depois, se vier. E o interesse é recíproco: os angolanos são entronizados em Portugal e na Europa; os portugueses são-no em Angola e em África. Não há equívocos, há dinheiro.

Os últimos dois grandes negócios de Isabel dos Santos em Portugal, no BPI em 2008 e na Zon em 2009, tiveram uma curiosidade cabalística: ambos foram fechados na terceira semana de Dezembro, ambos de 10%, ambos por 164 milhões. Na Zon, pagou um prémio de 26% sobre a cotação. Comprou caro? Comprou mais barato que os accionistas que estão na empresa. Comprou bem.

Isabel e José Eduardo construíram um poder tão ramificado em empresas portuguesas que só o Estado e Grupo Espírito Santo os ultrapassarão. Tanta concentração de poder é mais ameaçadora do que uma nacionalidade. Em Portugal, Isabel e José Eduardo não são Santos da casa mas fazem milagres.
(Fonte: Jornal de Negócios
)

quarta-feira, 11 de maio de 2011

PORTUGAL DEVE INVESTIGAR OS RESPONSÁVEIS DO ENDIVAMENTO


O membro do Banco Central da Islândia Gylfi Zoega considera que Portugal deve investigar quem está na origem do elevado endividamento do Estado e bancos, e porque o fez, e que "foi uma bênção" Portugal estar no euro.
“Temos de ir aos incentivos. Quem ganhou com isto? No meu país eu sei quem puxou os cordelinhos, porque o fizeram e o que fizeram, e Portugal precisa de fazer o mesmo. De analisar porque alguém teve esse incentivo, no Governo e nos bancos, para pedirem tanto emprestado e como se pode solucionar esse problema no futuro”, diz o responsável.

O economista, que também participou no documentário premiado com um Óscar “Inside Job – A verdade sobre a crise”, disse em entrevista à Agência Lusa que Portugal beneficiou muito de estar no euro nesta altura, porque para além do apoio dos seus parceiros da união monetária, terá de resolver os seus problemas estruturais ao invés de recorrer, como muitas vezes no passado, à desvalorização da moeda.

“Talvez para Portugal estar no euro nesta altura seja uma bênção, porque apesar de não conseguir sair do problema de forma tão fácil como antes, através da depreciação [da moeda], vocês têm de lidar com os problemas estruturais que têm”, disse.

A Islândia, na sequência da grave crise económica que sofre desde 2008, derivada do colapso do seu sistema financeiro (que chegou a ser 10 vezes maior que a economia islandesa), também teve de recorrer ao Fundo Monetário Internacional para resolver os seus problemas de financiamento, mas neste caso a experiência não é nada mal vista.

“Penso que o FMI é útil neste sentido, porque é uma instituição que pode ajudar a coordenar as acções. Existem coisas impopulares que têm de ser feitas, e pode ser utilizada como um bode expiatório para essas medidas impopulares, que teriam de ser aplicadas de qualquer forma. Ajuda os políticos locais a justificar aquilo que podiam não conseguir fazer por eles próprios”, diz.

O responsável diz mesmo que a experiência do seu país tem sido “muito boa” e que a instituição tem feito um grande esforço de coordenação para garantir que as medidas têm os efeitos desejados.

“A experiência com o FMI acabou por ser muito boa, porque actualmente têm uma tendência para serem muito pragmáticos, para encontrar soluções que funcionem. Tiveram algumas medidas pouco ortodoxas, como os controlos de capital e outras para reduzir o défice, e ajudaram a garantir que o programa estava no caminho certo, visitando todos os ministérios, o banco central. Tem sido um esforço em grande cooperação”, explica.

No entanto, recorrer a ajuda externa tem as suas consequências e a principal tem sido a falta de confiança dos mercados, explica ainda Gylfi Zoega, acrescentando que ainda não existe previsão para quando ou se a Islândia vai conseguir voltar a financiar-se nos mercados.

“[A Islândia] Não tem qualquer acesso aos mercados de capitais actualmente, e é uma questão em aberto. Quanto tempo demorará? Se os mercados ficarão completamente fechados? Se olham para isto como um problema isolado que podem perdoar ou se olham e pensam nisto como algo mais crónico. Portanto, nós não sabemos como vai ser o nosso acesso ao mercado no futuro”, afirma.

FRASES QUE FICARAM CÉLEBRES NO FUTEBOL PORTUGUÊS

SE TIVESSEM SIDO MEUS ALUNOS, NADA DISTO TINHA ACONTECIDO!


Frases marcantes do futebol português que vão ficar para a História...
São frases inesquecíveis que ficarão para sempre na memória e cá vão algumas delas. Para começar tal poesia o primeiro "poeta do futebol" é o famoso comentador desportivo que entusiasmou milhares de pessoas com a sua forma majestosa de abordar cada jogo de futebol: é ele o Senhor Gabriel Alves, que para ele, futebol é a oitava arte
:

1. GABRIEL ALVES
- Juskowiak a vantagem de ter duas pernas!
- É um estádio bonito, moderno, arejado..."
- "A selecção não jogou nem bem nem mal, antes pelo contrario..."
- "Reparem como os jogadores do Bayern movimentam-se descrevendo figuras geométricas....O futebol é uma arte plástica.... "
- "Existem muitos jogadores alemães a jogarem no campeonato germânico"
- "Kenneth Anderson, 1 metro e 93 de golo..."
- Joao Pinto vai centrar para o meio da confusão... mas não está lá ninguém!
- Remate rasteiro a meia altura por cima da barra!!!
- E o jogador foi atingido por um objecto lançado provavelmente por algum telespectador.
- "...neste estádio OUVE-SE UM SILÊNCIO ENSURDECEDOR..."
- Fica na retina um cheiro de bom Futebol»
- "Giggs, um jogador que remata bem do meio-campo para a frente"
- "E aí está uma enorme cavalgada de Thuram... este homem é um leão"

2. JOÃO PINTO, ex-defesa do F.C.Porto
- "Comigo, ou 'sem-migo', o Porto vai ser campeão!"
- Sim, estamos felizes porque estamos contentes
- "Não foi nada de especial, chutei com o pé que estava mais a mão!"
- "O meu coração só tem uma côr: azul e branco."
- "O meu clube estava à beira do precipício, mas tomou a decisão correcta: Deu um passo em frente...."
-"Prognósticos só no fim do jogo".
3. JARDEL

- "Nestes jogos, sobe-me a NAFTALINA!..."
- " Clássico é clássico, e VICE-VERSA..."
- "O difícil, como vocês sabem, não é fácil"

4. JAIME PACHECO
- "...Vamos jogar ao ataque, fechadinhos lá atrás..."
- "Jogar à defesa pode ser uma faca de dois legumes"
- "Querem fazer do Boavista um BODE RESPIRATÓRIO"

5. JORGE JESUS
- O processo de NEUTRALIZAÇÃO do jogador pertence ao FORNO interno do clube.

6. ROGER ex-jogador do Benfica
- Nem que eu tivesse dois pulmões eu alcançava essa bola.

7. RUI BARROSA ex-avançado do F.C. Porto
- "...Vou dar o meu melhor de mim."

8. RICARDO ex-guarda-redes do Sporting
- "Quando se leva um pontapé nas canelas ...dói mas não aleija."

9. NUNO GOMES
- "Nós somos humanos como as pessoas "


10. DERLEI
- "Eu DISCONCORDO com o que você disse"

11. JOSÉ PESEIRO
- "não quero estar aqui a numerar nomes"

12. BARROSO ex-jogador do Sporting de Braga
- "não deu para fazer mais, estou de caganeira!"

13. NUNO LUZ reporter da SIC
- "Inácio fechou os olhos e olhou para o céu."


14. JOSÉ MARINHO jornalista da SporTV
- "Henry não é um homem...é uma manada"

15. DJAIR ex-jogador do Belenenses, quando chegou ao Estádio do Restelo em Belém
- "Tenho o maior orgulho de jogar na terra onde Cristo nasceu

domingo, 8 de maio de 2011

AS LIGAÇÕES INCÓMODAS DE PASSOS COELHO

SERÁ QUE PASSOS COELHO FICOU NO DESEMPREGO QUANDO FOI ELEITO PRESIDENTE DO PSD?



"10 FEVEREIRO 2010
As empresas de resíduos do grupo Fomentinvest, onde Pedro Passos Coelho desempenha responsabilidades de gestão directa, têm como sócios figuras envolvidas em escândalos financeiros: os construtores Irmãos Cavaco, acusados de burla qualificada no caso BPN e Horácio Luís de Carvalho, que está a ser julgado por corrupção e branqueamento de capitais no processo do aterro da Cova da Beira. Horácio Luís de Carvalho possui 20% da Tejo Ambiente, que detém duas empresas de resíduos presididas por Pedro Passos Coelho.
.
Está a ser julgado por ter depositado 59 mil euros numa conta offshore de António Morais, o célebre professor de José Sócrates na Universidade Independente. Segundo a acusação, António Morais terá favorecido Horácio de Carvalho através da sua consultora que prestava assessoria no concurso para o aterro da Cova da Beira na segunda metade dos anos 90.
.
O candidato à liderança do PSD não quis prestar declarações sobre a empresa onde trabalha. Mas Ângelo Correia, presidente do grupo Fomentinvest, explicou à SÁBADO que Horácio de Carvalho se faz representar no conselho de administração pelo seu sócio Jorge Raposo de Magalhães. “Não temos qualquer relação com ele, nem está nos órgãos sociais” Os construtores de Santa Maria da Feira, António e Manuel Cavaco, são parceiros da Fomentinvest na SDEL (uma empresa de mini-hídricas) e foram sócios na Ecoambinete (segunda maior empresa do Pais na recolha de lixo) até Dezembro de 2009.
.
Antigos accionistas da SLN – grupo que controlava o BPN – foram acusados pelo Ministério Público por participarem num esquema para iludir o Banco de Portugal através da compra fictícia da SLN Imobiliária, através de uma empresa offshore, com dinheiro do próprio BPN. “Nunca houve ligação ao BPN no financiamento dessa empresa [Ecoambiente]”, disse Ângelo Correia à SÁBADO. A SÁBADO revela os negócios e as relações com o Estado das empresas do grupo Fomentinvest, onde Pedro Passos é o administrador com o pelouro financeiro.
.
A Ecoambiente, por exemplo, tem muitas autarquias como clientes. Em Sintra, onde Ângelo Correia é presidente da Assembleia Municipal, o grupo Fomentinvest tem vários projectos em andamento e a Ecoambiente possui um contrato com uma empresas municipal no valor de 2,5 milhões de euros por ano. Mas o estatuto dos eleitos locais proíbe os autarcas de fazerem contratos na câmara que representam.
.
Ângelo Correia defende-se: “O contrato com a Ecoambiente é anterior à minha ida para presidente da Assembleia Municipal e quando fui eleito demiti-me de presidente do conselho de administração”. Ainda assim, é presidente da holding que controla esta sociedade. Pedro Passos, por sua vez, garante à SÁBADO que caso seja eleito presidente do PSD, suspende as suas funções como administrador de várias empresas na Fomentinvest mas não vê razões para rescindir o seu contrato."

UM AZAR NUNCA VEM SÓ

Esta história passou-se - na casa mortuária de uma igreja- num velório de uma senhora idosa.

Um jovem de 18 anos - que foi velar a senhora -chegou de bicicleta e deixou-a no exterior do edificio
.

Ao fim de uma hora, depois de cumprir as suas obrigações, saiu do edifício e dirigiu-se ao local onde tinha deixado a bicicleta, mas entretanto o amigo do alheio já a tinha" levado".

O jovem regressa ao local do velório e pergunta a um amigo se tinha visto alguém levar a bicicleta.
Este responde-lhe que não, mas ainda lhe diz muito baixinho:

-"Não fiques preocupado, porque ela já era velha"

O jovem esquecendo-se do local, onde estava, responde ao amigo com voz alterada, perante toda a gente:
-"Era velha, mas eu montava-a todos os dias".

Para evitar a fúria dos familiares da defunta- que só ouviram a parte final da conversa- o jovem teve de fugir rapidamente do local.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

GERAÇÃO À RASCA FOI A MINHA

Achei interessante esta comparação e resolvi transcrevê-la, porque na minha geração foi assim:


"Geração à rasca foi a minha. Foi uma geração que viveu num país vazio de gente por causa da emigração e da guerra colonial, onde era proibido ser diferente ou pensar que todos deveriam ter acesso à saúde, ao ensino e à segurança social.

Uma Geração de opiniões censuradas a lápis azul. De mulheres com poucos direitos, mas de homens cheios deles. De grávidas sem assistência e de crianças analfabetas. A mortalidade infantil era de 44,9%. Hoje é de 3,6%.

Que viveu numa terra em que o casamento era para toda a vida, o divórcio proibido, as uniões de facto eram pecado e filhos sem casar uma desonra.
Hoje, o conceito de família mudou. Há casados, recasados, em união de facto, casais homossexuais, monoparentais, sem filhos por opção, mães solteiras porque sim, pais biológicos, etc.

A mulher era, perante a lei, inferior. A sociedade subjugava-a ao marido, o chefe de família, que tinha o direito de não autorizar a sua saída do país e que podia, sem permissão, ler-lhe a correspondência.
Os televisores daquele tempo eram a preto e branco, uns autênticos caixotes, em que se colocava um filtro colorido, no sentido de obter melhores imagens, mas apenas se conseguia transformar os locutores em "Zombies" desfocados.
Hoje, existem plasmas, LCD ou Tv com LEDs, que custam uma pipa de massa.

Na rádio ouviam-se apenas 3 estações, a oficial Emissora Nacional, a católica Rádio Renascença e o inovador Rádio Clube Português. Não tínhamos os Gato Fedorento, só ouvíamos Os Parodiantes de Lisboa, os humoristas da época.

Havia serões para trabalhadores todos os sábados, na Emissora Nacional, agora há o Toni Carreira e o filho que enchem pavilhões quase todos os meses. A Lady Gaga vem cantar a Portugal e o Pavilhão Atlântico fica a abarrotar. Os U2, deram um concerto em Coimbra em 2010, e UM ANO antes os bilhetes esgotaram.

As Docas eram para estivadores, e o Cais do Sodré para marujos. Hoje são para o JET 7, que consome diariamente grandes quantidades de bebidas, e não só...O Bairro Alto, era para a malta ir às meninas, e para os boémios. Éramos a geração das tascas, do vinho tinto, das casas do fado e das boites de fama duvidosa. Discotecas eram lojas que vendiam discos, como a Valentim de Carvalho, a Vadeca ou a Sasseti.

As Redes Sociais chamavam-se Aerogramas, cartas que na nossa juventude enviávamos lá da guerra aos pais, noivas, namoradas, madrinhas de guerra, ou amigos que estavam por cá.
Agora vivem na Internet, da socialização do Facebook, de SMS e E-Mails cheios de "k" e vazios de conteúdo.

As viagens Low-Cost na nossa Geração eram feitas em Fiat 600, ou então nas viagens para as antigas colónias para combater o "inimigo".Quem não se lembra dos celebres Niassa, do Timor, do Quanza, do Índia entre outros, tenebrosos navios em que, quando embarcávamos, só tínhamos uma certeza......a viagem de ida.

Quer a viagem fosse para Angola, Moçambique ou Guiné, esses eram os nossos cruzeiros.Ginásios? Só nas coletividades. Os SPAS chamavam-se Termas e só serviam doentes.

Coca-Cola e Pepsi, eram proibidas, o "Botas", como era conhecido o Salazar, não nos deixava beber esses líquidos. Bebíamos, laranjada, gasosa e pirolito.

Recordo que na minha geração o País, tal como as fotografias, era a preto e branco.

A minha geração sim, viveu à rasca. Quantas vezes o meu almoço era uma peça de fruta (quando havia), e a sopa que davam na escola. E, ao jantar, uma lata de conserva com umas batatas cozidas, dava para 5 pessoas.

Na escola, quando terminei o 7ºano do Liceu, recebi um beijo dos meus pais, o que me agradou imenso, pois não tinham mais nada para me dar. Hoje vão comemorar os fins dos cursos, para fora do país, em grupos organizados, para comemorar, tudo pago pelos paizinhos..

Têm brutos carros, Ipad"s, Iphones,PC"s, .... E tudo em quantidade. Pago pela geração que hoje tem a culpa de tudo!!!Tiram cursos só para ter diploma. Só querem trabalhar começando por cima. Afinal qual é a geração à rasca?"


MADE IN BEJA.. A HISTÓRIA DO PAU

O Registo Civil de Beja recebeu o seguinte requerimento:

Beja, 5 de Fevereiro 2006.
Eu, Maria José Pau, gostaria de saber da possibilidade de se abolir o sobrenome Pau do meu nome, já que a presença do Pau me tem deixado embaraçada em várias situações. Desde já agradeço a atenção despendida.
Peço deferimento,
Maria José Pau.


Em resposta, recebeu a seguinte mensagem:
Cara Senhora Pau:
Sobre a sua solicitação da remoção do Pau, gostaríamos de lhe dizer que a nova legislação permite a remoção do Pau, mas o processo é complicado e moroso.

Se o Pau tiver sido adquirido após o casamento, a remoção é mais fácil, pois, afinal de contas, ninguém é obrigado a usar o Pau do cônjuge se não quiser. Se o Pau for do seu pai, torna-se mais difícil, pois o Pau a que nos referimos é de família e tem sido utilizado há várias gerações.

Se a senhora tiver irmãos ou irmãs, a remoção do Pau torná-la-ia diferente do resto da família.

Cortar o Pau do seu pai pode ser algo muito desagradável para ele.

Outro senão está no facto do seu nome conter apenas nomes próprios, e poderá ficar esquisito, caso não haja nada para colocar no lugar do Pau. Isto sem mencionar que as pessoas estranharão muito ao saber que a senhora não possui mais o Pau do seu marido.

Uma opção viável seria a troca da ordem dos nomes. Se a senhora colocar o Pau na frente da Maria e atrás do José, o Pau pode ser escondido, pois poderia assinar o seu nome como 'Maria P. José'.

A nossa opinião é a de que o preconceito contra este nome já acabou há muito tempo e visto que a senhora já usou o Pau do seu marido por tanto tempo, não custa nada usá-lo um pouco mais.

Eu mesmo possuo Pau, sempre o usei e muito poucas vezes o Pau me causou embaraços.

Atenciosamente,
Bernardo Romeu Pau Grosso
Registo Civil de Beja

quinta-feira, 5 de maio de 2011

NÃO É SÓ O GOVERNO QUE NÃO PRESTA CONTAS!

SANTUÁRIO DE FÁTIMA MANTÉM NÚMEROS EM SEGREDO DESDE 2006 E NÃO SE SABE QUANDO VOLTARÁ A DIVULGAR O VALOR DAS ESMOLAS




"O bispo D.António Marto disse ao CM que tem havido demora na constituição da comissão económico-financeira, pelo que, pelo quinto ano consecutivo, as contas do principal santuário do País ficarão em segredo".

Nota: Os fiéis da Igreja Católica que tirem as suas conclusões, numa altura em que a pobreza de muitos milhares de Portugueses é uma realidade.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

BANQUEIROS... OS DONOS DE PORTUGAL



Durante mais de trinta anos, defendeu-se a liberalização do mercado de arrendamento para, através do aumento da oferta, se reduzir substancialmente o valor das rendas e ,consequentemente, o endividamento das famílias.

Mas, como aos Bancos lhes interessava financiar a compra de casa própria, os governos foram-lhes fazendo a vontade ( como sempre ), fazendo com que o mercado de arrendamento não fosse competitivo com o cínico argumento de que se queria proteger os pobres arrendatários contra os capitalistas dos senhorios.

O que terá, então, mudado para que, finalmente, a liberalização do mercado de arrendamento apareça como uma prioridade na agenda dos dois maiores partidos portugueses?

Isto não tem nada a ver nem com a constatação de uma evidência nem com o reconhecimento de um erro. A razão é a mesma de sempre:

Porque neste momento, os Bancos estão cheios de casas que não conseguem, nem podem vender, sob pena de os activos que as casas representam se desvalorizarem abruptalmente, pondo em risco o sector.
Os Bancos precisam, pois de arrendar as casas até chegarem melhores dias.

Chego à conclusão que os grandes negociadores - com a Troika- foram os Bancos porque conseguiram uma fatia de 12 mil milhões de euros do empréstimo e , ao mesmo tempo , penalizaram a classe média com as novas reavaliações dos imóveis e , também, o IMI ( Imposto Municipal Imóveis ) que será agravado apesar dos contribuintes já pagarem a taxa máxima.

Estas medidas serão bastantes agradáveis para as Câmaras Municipais, que irão poder desbaratar mais uns milhões de euros- todos os anos - à custa de quem tem casa própria.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

UM PAÍS QUE SERIA MARAVILHOSO, SE NÃO FOSSE A CLASSE POLÍTICA!



Bem-vindo AO PAÍS QUE NÃO CONHECE

Eu conheço um país que em 30 anos passou de uma das piores taxas de mortalidade infantil (80 por mil) para a quarta mais baixa taxa a nível mundial (3 por mil).

Que em oito anos construiu o segundo mais importante registo europeu de dadores de medula óssea, indispensável no combate às doenças leucémicas.

Que é líder mundial no transplante de fígado e está em segundo lugar no transplante de rins.

Que é líder mundial na aplicação de implantes imediatos e próteses dentárias fixas para desdentados totais.

Eu conheço um país que tem uma empresa que desenvolveu um software para eliminação do papel enquanto suporte do registo clínico nos hospitais (Alert), outra que é uma das maiores empresas ibéricas na informatização de farmácias (Glint) e outra que inventou o primeiro antiepilético de raiz portuguesa (Bial).

Eu conheço um país que é líder mundial no sector da energia renovável e o quarto maior produtor de energia eólica do mundo, que também está a constuir o maior plano de barragens (dez) a nível europeu (EDP).

Eu conheço um país que inventou e desenvolveu o primeiro sistema mundial de pagamentos pré-pagos para telemóveis (PT), que é líder mundial em software de identificação (NDrive), que tem uma empresa que corrige e detecta as falhas do sistema informático da Nasa (Critical)e que tem a melhor incubadora de empresas do mundo (Instituto Pedro Nunes da Universidade de Coimbra).

Eu conheço um país que calça cem milhões de pessoas em todo o mundo e que produz o segundo melhor calçado a nível planetário, logo a seguir ao italiano.

E que fabrica lençóis inovadores, com diferentes odores e propriedades anti-germes, onde dormem, por exemplo, 30 milhões de americanos.

Eu conheço um país que é o «state of art» nos moldes de plástico e líder mundial de tecnologia de transformadores de energia (Efacec) e que revolucionou o conceito do papel higiénico (Renova).

Eu conheço um país que tem um dos melhores sistemas de Multibanco a nível mundial e que desenvolveu um sistema inovador de pagar nas portagens das auto-estradas (Via Verde).

Eu conheço um país que revolucionou o sector da distribuição, que ganha prémios pela construção de centros comerciais noutros países (Sonae Sierra) e que lidera destacadíssimo o sector do «hard-discount» na Polónia (Jerónimo Martins).

Eu conheço um país que fabrica os fatos de banho que pulverizaram recordes nos Jogos Olímpicos de Pequim, que vestiu dez das selecções hípicas que estiveram nesses Jogos, que é o maior produtor mundial de caiaques para desporto, que tem uma das melhores selecções de futebol do mundo, o melhor treinador do planeta (José Mourinho) e um dos melhores jogadores (Cristiano Ronaldo).

Eu conheço um país que tem dois Prémios Nobel: da Medicina (Egas Moniz) e da Literatura (José Saramago), uma das mais notáveis intérpretes de Mozart (Maria João Pires) e vários pintores e escultores reconhecidos internacionalmente (Paula Rego, Júlio Pomar, Maria Helena Vieira da Silva, João Cutileiro).



Tem tudo o que está escrito acima, que tem ainda muito mais …um povo maravilhoso…

…mais um sol maravilhoso, uma luz deslumbrante, praias fabulosas, óptima gastronomia.

…..Mas que infelizmente não pôde ter tudo bom !!!…tem uma das piores classes da política que se conhece a seguir aos países de 3º Mundo !!

Bem-vindo a este país que não conhece: PORTUGAL

domingo, 1 de maio de 2011

MAIS UM A BRINCAR COM OS PORTUGUESES

EM QUE IGREJA ESTARÁ PASSOS COELHO?



O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, subiu o tom das acusações a José Sócrates. E muito. Escolheu o encerramento do fórum Mais Sociedade para ensaiar a bipolarização total com o PS e deixar uma promessa: "não cortar em salários, nem fazer despedimentos, se for governo ".

É de uma grande irresponsabilidade fazer destas promessas , porque a partir de 5 de Junho quem vai governar Portugal é a troika ( FMI,UE e BCE) e não qualquer partido.

Antes das eleições ( para nossa desgraça ) os senhores da troika já terão divulgado as duras medidas e entre elas estarão as que o líder do PSD, irresponsavelmente, promete não fazer.